A receita


 

A receita original aparece no primeiro livro impresso em Portugal sobre culinária nacional: “Cosinha Portugueza”, de 1902.

 

Este livro divide-se em 13 secções, aparecendo os Biscoitos Académicos na secção “doces de chá”.

 

Eram doces simples, de consistência rígida, para serem amolecidos no chá.

 

A simplicidade da receita também obedece aos preceitos morais da obra.

 

Na página XLI lê-se a recomendação de “usar de comida simples, que são as que melhor se digerem e menos enfastiam”.

Na ausência de qualquer referência ao formato dos Biscoitos Académicos do livro de 1902, dentro do espírito honorífico da receita, homenageia-se no produto do séc. XXI a identificação da sua pegada literária, dando-lhe a forma de pequenos livros recheados de doce de pêssego.